CAPEX e OPEX: equilibre seus investimentos em TI

Boa parte dos gestores de TI se preocupam com o Retorno sobre o Investimento (ROI) de um projeto. Outros focam seus esforços em obter as melhores negociações para não extrapolar o orçamento anual de suas áreas. Poucos, no entanto, fazem uma análise séria sobre o modelo de contratação mais vantajoso para seus projetos, e dificilmente sabem se usam CAPEX, OPEX, compra, ou aluguel de um equipamento ou software.

 Usar CAPEX e OPEX pode ser a diferença entre investir simultaneamente em diversos projetos de TI, ou escolher apenas um projeto para alavancar as operações da empresa. O uso estratégico de OPEX e CAPEX também pode evitar distorções na apuração do ROI ou reduzir custos imprevistos para a área de TI.

Quer saber mais sobre esses dois conceitos? Então, continue lendo e confira!

CAPEX, OPEX e as despesas de TI

CAPEX é a sigla de Capital Expenditure, isso é de Investimentos em Bens de Capitais ou Despesas de Capitais. Na prática, todas as vezes que sua empresa compra qualquer hardware, adquire uma licença de software ou melhora um equipamento, ela está adquirindo ativos e ampliando seu patrimônio.

OPEX é a sigla de Operational Expenditure e representa todas as despesas operacionais com manutenção e suporte das ferramentas contratas pela empresa. Nessa categoria estão enquadradas as despesas com funcionários, os serviços terceirizados, as despesas tributárias e a manutenção de equipamento.

Por exemplo, quando a licença de um ERP é adquirida pela empresa, ela tem uma despesa CAPEX. Se ela pagar uma taxa anual de manutenção, esse valor será OPEX. Se ela alugar os servidores físicos de um parceiro, terá OPEX. Se adquirir as máquinas, será CAPEX.

CAPEX, OPEX e o ROI de projetos de TI

O valor pago em CAPEX é bem definido e não varia. Por exemplo, se o custo de compra de um servidor custa R$15 mil, então esse será o valor registrado na saída do orçamento de TI, no fluxo de caixa da empresa e na contabilidade.

O OPEX, por sua vez, é variável. Por se tratar de um serviço, muitas vezes, só será possível ter uma estimativa de valor, mas o consumo é que ditará o preço a ser cobrado. Por exemplo, não é difícil estimar o custo mensal de uma máquina virtual em nuvem, contudo o valor da fatura pode variar conforme a adição e diminuição dos serviços consumidos.

Muitos projetos de TI usam o CAPEX para calcular o ROI possível. Poucos, no entanto, incluem custos indiretos com manutenção, suporte, consumo de energia e aplicações periféricas necessárias para extrair o máximo da solução. Por isso, acabam optando pela compra do equipamento, em vez de avaliarem com maior criticidade o aluguel de uma licença, por exemplo.

CAPEX, OPEX e a estratégia de TI

Os gastos com OPEX são considerados operacionais e, por isso, interferem diretamente na apuração de lucros da empresa. Com isso, ela paga menos impostos ao governo. Ele também não imobiliza uma grande fatia do fluxo de caixa em projetos, pois é pago mensalmente. Por fim, ele também não tira a possibilidade de investir em projetos simultâneos para melhorar a área.

Já os gastos com CAPEX são tratados como aquisição de bens. Ainda que sejam essenciais para a operação da empresa, o valor do lucro apurado não sofre nenhuma alteração. Ao mesmo tempo, novos investimentos precisam ser postergados, pois o orçamento de TI não costuma ser tão amplo.

Logo, é possível utilizar CAPEX e OPEX de maneira estratégica, gerar mais eficiência tributária e novas possibilidades de investimentos na área de TI.

CAPEX, OPEX, licenciamento de software, compra de hardware ou aluguel de aplicações e equipamentos são temas extremamente correlacionados, mas pouco analisados na hora de reduzir custos ou investir com mais eficiência na área de TI. Cabe ao gestor do departamento, analisar os custos indiretos relacionados a cada projeto, somá-los às despesas fixas, entender o tempo de depreciação de cada item e indicar qual a melhor solução para o negócio.

Você já conhecia a aplicação prática das siglas CAPEX e OPEX? Quer conhecer outras boas práticas para não errar nos projetos de TI? Então, assine nossa newsletter e receba nossas atualizações em sua caixa de e-mail.

The post CAPEX e OPEX: equilibre seus investimentos em TI appeared first on Blog SoftwareONE Brasil.


Fonte: softwareone.com/feed

Compartilha aí!!

Comentários