O Guia Final para o Encerramento do Suporte do SQL SERVER 2008

Em 9 de julho de 2019, a Microsoft encerrará o suporte para o SQL
Server 2008 e SQL Server 2008 R2. Isso não significa apenas que o suporte da
Microsoft não poderá mais eliminar erros e resolver problemas técnicos da sua
organização. O encerramento do suporte abrirá a porta para sérias consequências
que poderão prejudicar significativamente toda a sua organização.

Se a sua organização ainda não começou a migração para a
implantação de um SQL mais recente, você não está sozinho. Em uma recente
análise de dados de 100.000 servidores, descobrimos que 43% de todas as
instâncias de SQL executam o SQL Server 2008 ou o SQL Server 2008 R2. Esse
significativo número de organizações com implantações antigas deve começar a agir
para atualizar a sua arquitetura de banco de dados.

Para auxiliar neste processo de atualização, compilamos as considerações essenciais que as organizações devem fazer antes que o SQL EoS se aproxime. Continue a ler para assegurar que sua organização esteja totalmente preparada para se atualizar após o encerramento do suporte do SQL Server 2008.

As Consequências da Inação

Algumas
organizações resistem à atualização do SQL Server 2008 por diversos motivos. No entanto, a resistência não é um
plano sustentável a longo prazo. Infelizmente, as organizações que ainda não
abandonaram o SQL Server 2008 já estão chegando a esse
processo muito tarde. Se uma organização que executa o SQL Server 2008 não iniciar o processo de atualização o quanto antes, ela
estará suscetível a várias consequências. Vamos detalhar um pouco mais:

Riscos de Segurança

Quando
o encerramento do suporte para o SQL Server 2008 entrar em vigor, todas as atualizações de segurança serão
completamente interrompidas. Isso poderá ser catastrófico se sua organização
hospeda dados confidenciais. Com mais de quatro bilhões de registros roubados por hackers todos os anos, sua organização
estará em grande risco quando acabarem as atualizações de segurança.

Riscos de Conformidade

É provável que sua organização utilize software
ou siga regulamentos que exigem plataformas de banco de dados com suporte para
funcionar. Por exemplo, no PCI DSS, muitas plataformas de pagamento on-line
exigem suporte do fornecedor e não processarão pagamentos enquanto o problema
de conformidade não for resolvido. Isso também é válido para regulamentações
como o GDPR, HIPAA e SOX, que aplicam penalidades graves. As organizações
também devem estar preparadas para uma oportuna auditoria após o encerramento
do suporte do SQL Server 2008.

Custos Financeiros

Muitas
despesas podem surgir se uma implantação de SQL não for atualizada em tempo.
Isso pode ser resultado dos riscos de segurança e de conformidade anteriormente
mencionados, em que sua organização deve pagar multas ou gastar horas de
trabalho apagando incêndios relacionados à segurança. Para evitar essas
consequências, a Microsoft oferecerá suporte estendido, com um preço de 75% dos
custos de licença permanente. Essa pode ser uma despesa significativa –
principalmente porque muitas organizações têm licenças escondidas e em excesso
do SQL espalhadas pelos bancos de dados.


Reputação

Preocupações com segurança e conformidade podem causar uma séria reação negativa dos clientes e de outras partes interessadas. Na ocorrência de um ataque cibernético, 20% das organizações relatam a perda de um número significativo de clientes – e 30% relatam perdas de receita diretamente vinculadas ao ataque. As partes, desde acionistas, investidores, clientes e até mesmo o público em geral, perdem a confiança na sua organização se essas consequências se concretizarem.

Solução Potencial

Em
vez de se intimidarem pelos riscos e consequências da não atualização da sua
solução SQL, as organizações devem encarar o encerramento do suporte para o SQL
Server 2008 como uma oportunidade para
inovar. Com uma nova versão do SQL, sua organização desfrutará de melhor
desempenho e produtividade, maior segurança de dados e menos sobrecarga na
interpretação de análises. Ao procurar atualizar e aproveitar essas
oportunidades, as organizações devem considerar duas opções principais: O Banco
de Dados SQL do Azure e o SQL Server 2017.

Banco
de Dados SQL do Azure

O Banco de Dados SQL do Azure é muito
semelhante às versões anteriores do SQL, exceto que ele foi projetado
especificamente para a nuvem. Um dos principais motivos pelos quais as
organizações escolhem o Azure é devido à sua grande escalabilidade e alta disponibilidade.
No entanto, o Azure oferece mais do que isso: ele foi projetado para o futuro
da nuvem, com capacidade de armazenar e processar dados em uma escala de
petabytes.

Essa solução baseada em nuvem é especialmente
atraente para os que estão fazendo a atualização do SQL SERVER 2008. Por meio
do seu programa Benefício Híbrido do
Azure, a Microsoft oferece atualizações de
segurança estendidas gratuitas por até três anos para ajudar os usuários,
facilitando a implantação do Azure. Fazendo uso desse programa de benefícios,
as organizações têm o potencial de economizar até 55% nos custos de banco de dados. Para organizações que pretendam
implementar soluções baseadas em nuvem como parte de um esforço de
transformação digital, o Azure é provavelmente a escolha ideal.

SQL Server 2017

Uma atualização do SQL Server 2017 é um
processo muito direto que será familiar às organizações que utilizavam o
Servidor SQL Server 2008 anteriormente. O Servidor SQL Server 2017 é executado no local de maneira semelhante aos seus
antecessores, mas com atualizações significativas de qualidade de vida. Ele
introduziu uma nova estrutura de banco de dados gráficos que permite que os
usuários possam adicionar gráficos e nós, além de uma série de novas funções
técnicas que a SoftwareONE pode discutir com você.

No entanto, muitas organizações que atualizam para o SQL Server 2017 estão especialmente empolgadas com a integração do código Python e sua compatibilidade com sistemas que são executados no Linux. A integração do Python permite que as organizações possam personalizar suas implantações e possibilita o conhecimento da máquina e de análises avançadas. A compatibilidade do SQL Server 2017 com o Linux também é significativa, permitindo uma quantidade maior de padronização nas organizações com implantações do Linux.

Construindo um Roadmap

Uma vez que sua organização tenha decidido qual o tipo de banco de
dados SQL é mais adequado às suas necessidades, ela deve criar um roadmap de TI. Um
processo de elaboração de roadmap permite que as organizações possam prever as
demandas do seu ambiente de SQL Server ao longo do tempo, permitindo-lhes
prever as mudanças e desafios. Os detalhes de um roadmap variam dependendo da
versão de SQL Server escolhida – no entanto, algumas considerações básicas
permanecerão inalteradas.

Envolva
as Partes Interessadas Certas

Assegure-se de que partes como, decisores de TI, administração de
banco de dados e C-Level sejam envolvidos. Essas partes têm conhecimento
profundo das metas que podem ser ajudadas ou prejudicadas pela atualização de
instâncias do SQL Server.

Considere
Metas de Negócios de Longo Prazo

Considere onde sua organização se encontra nesse momento e quais são
as metas que as principais partes interessadas estão tentando alcançar. Por
exemplo, uma organização que leva a sério os esforços de transformação digital
talvez queira considerar como o Banco de Dados SQL do Azure afetará essa
iniciativa.

Identificar Fontes de Gasto Excessivo

Certifique-se de não haver problemas atuais de licenciamento ou de conformidade que serão exacerbados com a mudança para uma nova solução de banco de dados SQL. Além disso, identifique quaisquer preocupações futuras que possam resultar em despesas adicionais. Caso contrário, os gastos continuarão crescendo descontroladamente.

Quando usar os serviços de consultoria

Não é fácil revisar a infraestrutura de banco
de dados de sua organização, especialmente em um período de tempo limitado. Até
mesmo o processo de elaboração de roteiro pode ser extremamente complicado,
dependendo da complexidade das implantações de software da sua organização. Por
esse motivo, muitas organizações decidem contar com especialistas terceirizados
para auxiliar no seu processo de atualização.

Faça um inventário do conhecimento atual da
sua organização envolvendo uma atualização do SQL. Faça à sua equipe de TI as
seguintes perguntas para ter uma ideia geral do conhecimento atual do SQL Server:

  • Você sabe aproveitar o
    clustering e a virtualização?
  • Você sabe como criar
    uma estratégia de failover?
  • Qual é o seu atual
    conhecimento das regras de licenciamento da Microsoft?
  • Você tem as habilidades
    para otimizar os gastos com licenciamento, mantendo ao mesmo tempo a
    conformidade?

Se sua organização
não conseguir se adequar a uma ou mais dessas considerações, você não está
sozinho. O processo de atualização de um produto da Microsoft, como o SQL Server, é muito complexo
para muitas organizações. É por isso que os serviços de migração terceirizados
são essenciais para um processo de atualização sem interrupções. As
organizações que tentam fazer uma atualização do SQL Server por conta própria, sem o conhecimento
adequado, geralmente acabam gastando muito dinheiro para se manter em
conformidade ou ficam totalmente fora de conformidade. 

Com trinta anos de parceria com a Microsoft, os serviços de consultoria SoftwareONE vão assegurar que sua organização tenha acesso aos conhecimentos necessários para implantar uma nova versão do Servidor SQL. Utilizando os Serviços de Consultoria Microsoft, as organizações poderão analisar, fazer o roadmap, o projeto e habilitar o melhor caminho possível para a implantação do seu novo SQL Server. 

Procurando Aconselhamento?

Para mais informações sobre como a SoftwareONE pode permitir uma atualização ininterrupta do SQL Server 2017 ou do Banco de Dados SQL do Azure, consulte os nossos Serviços de Consultoria Microsoft.

The post O Guia Final para o Encerramento do Suporte do SQL SERVER 2008 appeared first on Blog SoftwareONE Brasil.


Fonte: softwareone.com/feed

Compartilha aí!!

Comentários