Orçamento de TI – 10 dicas para gerenciar melhor o seu budget em 2018

No fim de 2017, muitas das organizações se encontraram sobrecarregadas com o orçamento, operando e apagando incêndios ou segurando “a gordura” do orçamento de TI que eles tinham para gastar praticamente com qualquer coisa, a fim de não perder as alocações para o próximo ano. Sabemos que essa não é definitivamente uma situação ideal para a área de tecnologia!

E se houvesse outra maneira de se preparar? Como você gostaria de começar e terminar 2018, sabendo que você está gerenciando seus ativos com eficiência, aproveitando ao máximo suas renovações de software e não está em perigo de consumo excessivo em seu ambiente de nuvem?

GERENCIE A NUVEM DE PONTA A PONTA

A maioria das organizações hoje opera em ambientes de nuvem híbrida (uma mistura de público e privado) ou multi-nuvem. Com tantas peças em movimento, pode ser difícil rastrear e gerenciar o gasto de nuvem em toda a organização.

Aqui estão seis etapas que você pode seguir para garantir que você tenha o controle do seu gasto de nuvem – agora e no final deste ano:

  1. Avalie primeiro sua estratégia de nuvem atual e veja se ela está ajudando você a atender aos requisitos de sua empresa
  2. Certifique-se de ter visibilidade de todos os recursos da nuvem que você está usando em toda a sua organização por unidades de negócios
  3. Conheça as partes que usariam a nuvem por unidade de negócios – as pessoas estão envolvidas em ajudá-lo a atender aos requisitos de negócios para a adoção da nuvem? Você não pode ir sozinho, e quanto mais for uma iniciativa em toda a empresa, mais bem sucedido será
  4. Pessoas, Processos e Tecnologia – agora que você conhece as partes interessadas, qual é o processo e a solução que você usará para gerenciar o orçamento e gastar a adoção da nuvem?
  5. Defina a responsabilidade por todos os recursos da nuvem sendo usados ​​- é fundamental para ter visibilidade nos recursos da nuvem, mas também, agrupe-os, para que você possa acompanhar por parte do proprietário responsável e da unidade de negócios
  6. Estabelecer orçamentos (na frente) – se você não fez isso em 2017, faça a sua “resolução de Ano Novo” para que 2018 seja proativo e estabeleça orçamentos para seus recursos de nuvem. Isso permite que você controle eficientemente o gasto em relação ao orçamento e mantenha as partes interessadas informadas

Estes seis passos acima são ótimos se você já estiver na nuvem ou se você for novo na nuvem. Há também etapas que você pode tomar, como a avaliação do seu ambiente local atual, para identificar o que está sendo usado nas instalações e fazer uma mudança baseada no consumo que irá precisar para trocar para a nuvem. O objetivo é mudar apenas o que está sendo utilizado e não tudo.
Desta forma, você pode garantir que sua adoção de nuvem a partir do primeiro dia terá as eficiências que você precisa. Em conjunto com a avaliação das suas cargas de trabalho no local, também determine a mobilidade da licença do software que você está movendo para a nuvem? Você sofrerá custos adicionais ou há melhores opções de licenciamento de software na nuvem?

VOCÊ ESTÁ FAZENDO A GESTÃO DE SEUS ATIVOS EFETIVAMENTE?

Software Asset Management – o SAM – tornou-se um foco importante nas organizações mais recentemente. Devido ao fato de que os ambientes de trabalho de hoje se prestam a funcionários com autonomia crescente, isso pode levar a um software rogue que não é contabilizado dentro da TI. O software toca todos os aspectos do negócio e os funcionários hoje às vezes não pensam duas vezes simplesmente em usar o cartão de crédito do departamento para comprar o que eles precisam. Problemas de conformidade de software podem paralisar uma organização se não estiver totalmente consciente de todos os recursos implantados no ambiente.

Para se certificar de que você está aproveitando ao máximo sua prática de SAM e não se encontra fora de conformidade, aqui estão mais quatro etapas a seguir em 2018 para colocá-lo em uma posição ideal:

  1. Comece agora a elaborar estratégias SAM e prepare-se para investir certo em 2018 – uma avaliação de maturidade já é um bom começo.
  2. Avalie os contratos a serem renovados em 2018 e determine o roadmap e a estratégia de negociação em conformidade
  3. Avalie o risco geral na propriedade do software com um Profiler de Risco para entender onde você deve concentrar seus esforços
  4. Entenda quais ciclos de vida de software e quais produtos/licenças estarão em uso em 2018/2019 para que você possa preparar

Existem diversas opções para a gestão de cenários de TI, mas se você é capaz de planejar, rastrear e otimizar efetivamente, as complexidades tornam-se mais fáceis.

Conte com a SoftwareONE para apoiá-lo a controlar o seu orçamento de TI e gastar para 2018!

Entre em contato hoje mesmo!

The post Orçamento de TI – 10 dicas para gerenciar melhor o seu budget em 2018 appeared first on Blog SoftwareONE Brasil.


Fonte: softwareone.com/feed

Compartilha aí!!

Comentários